CláudiaFerrari

Cantautora carioca morou em Pernambuco de 1988 até 1997. Em 2018, retornou para Olinda, para a gravação do seu primeiro álbum, Escritos. Todo o trabalho, da gravação à masterização, foi realizado no Estúdio MidiOut e prensado em 2019, pela gravadora MCK, em São Paulo.  

Com Felipe Maia, Cláudia assina os arranjos, produção executiva e produção fonográfica deste trabalho. O disco conta com a participação de dez músicos pernambucanos: Aglaia Costa, Felipe Maia, Jerimum de Olinda, Marcos Allouchard, Marcos Varaze, Milton Cosmus, Riva Le Boss, Rozilda Vasconcelos, Sandro Araras e Wagner Santos.  

Escritos apresenta dez composições de Cláudia Ferrari e celebra 30 anos de sua carreira independente na MPB, ponte fraterna construída entre os estados do Rio de Janeiro e Pernambuco.  

Em 2018, três músicas do álbum Escritos foram lançadas nas plataformas digitais: Última Canção, Tambor e Oferendas. Última Canção, primeira faixa do CD, recebeu o prêmio de Melhor Intérprete no Festival de Música Rádio MEC 2018, no Rio de Janeiro. 

Com o CD Escritos, Cláudia Ferrari  foi indicada, na Categoria Cantora, para o 10º Prêmio da Música Pernambucana, edição 2019.  

E também, por este trabalho, Cláudia é uma das 14 compositoras nacionais que concorre ao Prêmio Profissionais da Música 2019. O PPM 2019 acontece em novembro 2019, em Brasília/DF. 

Em 14 de setembro de 2019, o disco Escritos teve o seu pré-lançamento no Armazém do Senado, no Projeto Varejo Cultural, no Rio de Janeiro, com a participação do músico Marcelo Braga e diversos artistas convidados. 

Ainda em 2019 o CD será lançado oficialmente em Olinda, Pernambuco. 

Ao longo da carreira, como compositora e intérprete, Cláudia Ferrari foi premiada em diversos festivais e eventos musicais regionais e nacionais. Participou de projetos como o Seis e Meia/Teatro do Parque; Melhores do Espaço Aberto/Fundação Joaquim Nabuco; Ver de Novo Verão/Band; Canta Nordeste/Rede Globo; Festival Nacional da Canção – FENAC/MG; Festival da Canção Brasileira/PE, entre outros.  

Centros culturais, universidades, praças públicas e muitos palcos do Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Minas Gerais, acolhem sua música.